Fatores externos como poluição, sobrepeso, estresse e alimentação inadequada contribuem para o desenvolvimento do câncer.

Recentemente, um estudo mundial baseado em evidências científicas do CUP, programa em andamento do World Cancer Research Fund International, trouxe luz ao tema.

https://www.facebook.com/plugins/post.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fwcrfint%2Fposts%2F2323501397690790&width=500

O que diz o estudo?

Em resumo, corroborou o que sabíamos:

O consumo de grãos integrais (linhaça, lentilha, quinoa, chia e amaranto) e de alimentos que contêm fibras (vegetais, frutas, nozes e sementes) diminui o risco de câncer colorretal e frutas e vegetais sem amido (cenouras, beterraba, espinafre, alface, brócolis, repolho, cebola, alho e alho-poró) protegem contra câncer de boca, faringe e laringe.

Mas olha, a própria instituição afirma que não há uma dieta milagrosa que cure câncer!

https://www.facebook.com/plugins/post.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fwcrfint%2Fposts%2F2347668321940764&width=500

Há políticas públicas que podem ajudar na prevenção de problemas de saúde:

https://www.facebook.com/plugins/post.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fwcrfint%2Fposts%2F2332579183449678&width=500

São estas diretrizes que nos permitem saber que coisas como o consumo inadequado de sal e alimentos ricos em sódio como enlatados, em conserva, embutidos e congelados aumentam o risco de câncer de estômago e o armazenamento inadequado de grãos e sementes pode desenvolver fungos altamente tóxicos que aumentam o risco de câncer de fígado.

Soube do estudo numa recomendação de Thais Miola, nutricionista da Neolife Bem-Estar, clínica de bem-estar oncológico, práticas saudáveis e uma dieta equilibrada são importantes e ajudam na prevenção de doenças, especialmente câncer.

https://www.facebook.com/plugins/post.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fneolifebemestar%2Fposts%2F227444104526263&width=500

Ela explica:

“É necessário proteger as células das agressões externas que contribuem no desenvolvimento de doenças, ou, até mesmo, reparar os danos no DNA – que podem ter ocorrido ao longo do tempo – por mecanismos realizados pelos antioxidantes.”

A nutricionista lista outros alimentos que merecem uma atenção na prevenção e surgimento do câncer:

Frutas cítricas ricas em vitamina C estão relacionadas com a prevenção do câncer de estômago. E frutas e hortaliças abundantes em antioxidantes atuam na prevenção do câncer de boca, esôfago e pulmão.

– A ingestão excessiva de carne vermelha – acima de 500 gramas por semana – e de qualquer quantidade de carne processada – já que não existe uma recomendação segura -, são facilitadores para o aparecimento de câncer de intestino, estômago e esôfago.

– Alimentos ricos em gorduras irão contribuir para o câncer de mama e próstata. Além disso, o consumo desses alimentos favorece para o excesso de peso e obesidade que estão relacionados com o desenvolvimento de 11 tipos de cânceres.

Anúncios