“Existe uma energia incompreendida nas segundas-feiras, não sei porque insistimos em não amá-las, são elas as responsáveis por nossa quase, intermináveis segundas chances. O dia que nos permite acreditar que ainda dá tempo. O dia que nos puxa pelo braço e diz: Vamos lá, começar algo novo hoje.”

Não identifiquei o autor, mas gostei muito desse trecho.

Adoro hoje, independente do dia da semana ou mês.

Eu estava no meio da programação de um encontro com amigos e senti uma coisa: a gente precisa parar de protelar a vida e

E sobre a segunda-feira…

A palavra é originária do latim Secunda Feria, que significa “segunda feira”, e de mesma acepção existe em galego (segunda feira), mirandês (segunda) e tétum (loron-segunda). Povos pagãos antigos reverenciavam seus deuses dedicando este dia ao astro Lua, o que originou outras denominações, em espanhol diz-se lunes, no italiano lunedì,em francês lundi, em inglês Monday e em alemão Montag, com os significados de “Lua” e “dia da Lua”. Outros povos reverenciavam deuses mitológicos.

Lapide epigrafica visigotica.jpg
Primeira referência escrita conhecida à segunda-feira, na Igreja de São Vicente, Braga, datada de 618. Por Joseolgon – Obra do próprio, CC BY-SA 3.0.

Na cultura popular, é considerado o dia mais “aborrecido” da semana pois é o primeiro dia de trabalho após o fim de semana.

Em 2010, durante dois meses, pesquisadores da London School of Economics (LSE) monitoraram o humor de 22 mil pessoas em toda a Inglaterra por meio de um aplicativo de celular. Contrariando o mito popular de que a segunda-feira é o pior dia da semana, os resultados mostraram que terça-feira é o dia em que as pessoas estão mais desanimadas, pois o ânimo proporcionado pelo fim de semana passou e as pessoas têm a percepção de uma longa semana pela frente.

Tudo é relativo, né?

Então façamos do hoje nosso melhor dia!